quarta-feira, 3 de junho de 2009

Postizinho besta


Porque felicidade é coisa à toa:

É esse vento frio que vem da janela
Acordar com João Gilberto
Trocar o sapato pelo moletom
Estar na esquina da sua vida,
sem saber o que vem pela frente
Olhar pro céu, e ver a lua cheia
É saber que, em algum canto da cidade, tem amigo que torce para que o mundo gire a seu favor
O cheiro do seu prato preferido
Pedir uma revista e ganhar duas
É sentir a primeira nota que vem do piano
Ter alguém que te entenda, sem que seja preciso dizer
É beijar o desconhecido de olhos fechados
"A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar"

7 comentários:

Ananda disse...

Talvez a essência e o significado das coisas esteja mesmo nas mais bestas... que no fundo nem são tão bestas assim...
As bestas são as que não entendem de onde vem tudo isso...
Marida...
Estou para ti e tu estás para mim, hoje aqui ou vai saber quando em qualquer outro lugar. Certo?
NAMASTÊ

Thais disse...

Hum, Cheirinho de vida boa, bem vivida, reparas as coisas simples da vida, nos faz viver.
Belo.
Beijos
Thaís

Ana Luiza disse...

Tem que comentar? hahah

Nem precisa, né?

Mill disse...

é, ela é assim, singela e furtiva....

o dom é nota-la

beijo hermana querida

Maria Rita disse...

Clau,

Seu blog, como sempre, MARA!!!!!
Pena eu nao consiguir passar mais vezes....
Beijao


PS. Amo Lua Cheia... rs

Vanessa disse...

:)

Fadulzitos disse...

Por isso as pessoas (e não me excluo desse grupo majoritário) se sentem tão infelizes. São incapazes de reparar nesses pequenos presentes que a vida pode propiciar. Estão sempre correndo e olhando pra frente, fazendo grandes planos e deixando a vida escorrer por entre os dedos. Bjs.